Saiba quem votou a favor do Coaf ficar com a pasta da Economia

Quinta-feira, 9 de Maio de 2019
Fonte: Redação Caro Gestor
Crédito da Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Para tristeza dos brasileiros que clamavam pelo fortalecimento da luta contra a corrupção, a maioria dos integrantes da comissão no Congresso, decidiu tirar o órgão da pasta dirigida por Sergio Moro. Essa Emenda ainda precisa passar por votação no plenário da Câmara e do Senado. 

Quatorze parlamentares de comissão no Congresso votaram HOJE (9), pela transferência do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Justiça para o Ministério da Economia. 

A manutenção do Coaf na pasta da Justiça é um importante passo para fortalecer o combate a corrupção. Alguns parlamentares defendem que o Coaf deva ficar sob sob responsabilidade da Economia. Parece absurdo, mas eles entenderam que seria o ideal. 

Setores da sociedade enxergam que, o Coaf com a Economia é como uma jogada para enfraquecer o Ministro Sergio Moro e sua cruzada contra a corrupção, já que as informações que o Coaf detém, ficariam com outra pasta, o que significa menos agilidade nos processos de investigação.

O texto da Emenda ainda precisa passar por votação no plenário da Câmara e do Senado, e pode sofrer novas alterações.


Como votaram os integrantes da comissão:

Foram 14 votos favoráveis e 11 contra, em um resultado que contraria a orientação de Moro.


VOTARAM COM O COAF NA ECONOMIA

Nelsinho Trad, senador (PSD-MS)

Jean Paul Prates, senador (PT-RN)

Rogério Carvalho, senador (PT-SE)

Jayme Campos, senador (DEM-MT)

Valtenir Pereira, deputado (MDB-MT)

Elmar Nascimento, deputado (DEM-BA)

Celio Silveira, deputado (PSDB-GO)

Arthur Lira, deputado (PP-AL)

Marx Beltrão, deputado (PSD-AL)

Subtenente Gonzaga, deputado (PDT-MG)

Alexandre Padilha, deputado (PT-SP)

Luiz Carlos Motta, deputado (PR-SP)

Camilo Capiberibe, deputado (PSB-AP)

Ciro Nogueira, senador (PP-PI)


VOTARAM COM O COAF NA JUSTIÇA

Fernando Bezerra Coelho, senador (MDB-PE)

Simone Tebet, senadora (MDB-MS)

Antonio Anastasia, senador (PSDB-MG)

Rose de Freitas, senadora (PODE-ES)

Juíza Selma, senadora (PSL-MT)

Randolfe Rodrigues, senador (REDE-AP)

Alessandro Vieira, senador (CIDADANIA-SE)

Otto Alencar, senador (PSD-BA)

Filipe Barros, deputado (PSL-PR)

Diego Garcia, deputado (PODE-PR)

Daniel Coelho, deputado (CIDADANIA-PE)


Sobre Afrânio Freire

Analista de Sistemas autodidata de empresas de grande porte como Polialdem, CPC (Polo Petroquímico), Petrobrás, Prefeitura de Jequié entre outras;

Foi sócio da Data Packet Informática e 3A Informática; 

Criador e Diretor do Jornal Folia & Ação, em Salvador. de 1994 a 2001.

Participou da criação do Caderno Municípios do Diário Oficial do Estado da Bahia;

Assessor de Marketing no período de 2000 a 2002 da UPB - União dos Municípios da Bahia;

Consultor de Marketing da Prefeitura de Eunápolis (2000 a 2001), Itagibá (2000 a 2004) e Boa Nova (2000 a 2004).

Sócio da Agência Fácil Publicidade;

Consultor de Marketing da União de Vereadores do Brasil (2005-2013)

Vice-presidente do IMAP - Instituto Municipal de Administração Pública - de 2002 até os dias atuais. Implantou ações que resultaram no aumento de 10 para 600 clientes atendidos em 5 anos;

Criador e Presidente do Conselho Editorial da Revista e Portal Caro Gestor;

Em 2007 recebeu Moção de Reconhecimento da Câmara de Vereadores de Salvador, através do Vereador Emmerson José e em 2013 foi homenageado pelos relevantes serviços prestados ao poder legislativo, pela Assembléia Legislativa da Bahia e União dos Vereadores do Brasil.

  • Email
  • Instagram

Comentários

    Não há comentário

Comentar