Dois municípios baianos estão em festa

 Nesta terça-feira, dia 17 de abril, dois municípios baianos comemoram suas emancipações políticas. São as cidades de Barro Preto que festeja seu cinquentenário e Capela do Alto Alegre que comemora seu centenário. Barro Preto originalmente era um distrito de Ilhéus, chamado então de Limoeiro. Mais tarde o distrito passou a pertencer a outro, chamado Morro Redondo, passando a se chamar Barro Preto. Em 1955, com a emancipação de Itajuípe, Barro Preto foi incorporado ao novo município. Em 1962 foi finalmente emancipada. Em seguida passou a chamar-se Governador Lomanto Júnior, em homenagem ao ex-governador do estado Lomanto Júnior, cuja vigência dependia da promulgação da divisão do Estado da Bahia. No entanto, pelo parecer da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais do estado da Bahia, órgão responsável pela divisão territorial do estado, o município de Governador Lomanto Júnior voltou a denominar-se Barro Preto.

Também no mesmo dia, o município de Capela do Alto Alegre comemora seus 100 anos de autonomia política. A comunidade surgiu em 1912, quando foi celebrada a primeira missa na pequena capela construída na parte mais alta da Fazenda Desabafo. Os fiéis foram edificando suas casas em volta da capela. O local era conhecido pelo nome de Capelinha, mais tarde modificado para Capela do Alto Alegre. Na década de 60, o município alcançou um certo desenvolvimento com o surgimento do sisal. A partir de 1980 desenvolveu, também, a pecuária leiteira. A partir da construção da estrada que liga Capela do Alto Alegre à BR 324, denominada Rodovia Lomanto Júnior, ligando Feira de Santana à Juazeiro, o povoado de Capela do Alto Alegre teve um relativo surto de prosperidade: facilitou o escoamento da produção de sisal e demais produtos agropecuários. Em 25 de novembro de 1984, foi realizado o plebiscito para emancipação política do município, que foi desmembrado de Riachão do Jacuípe, a 19 de março de 1985.

Comentários

    Não há comentário

Comentar