Seca mata 5% do rebanho bovino na Bahia, diz Adab

 A Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) informa que 572.859 cabeças de gado foram mortas devido à forte seca que atingiu a Bahia. Isso representa cerca de 5% do rebanho existente no estado.

Os maiores números de óbitos ocorreram nas regiões de Miguel Calmon (75.190), Ribeira do Pombal (74.433), Juazeiro (70.700), Itaberaba (69.730) e Feira de Santana (62. 399). Todas englobando municípios que ainda estão com baixa precipitação.
 
A escassez de chuva que começou em 2011, e que ainda ocorre em vários municípios da Bahia, provocou a prorrogação da campanha de vacinação nesta primeira etapa de 2013. Com 91,15% do rebanho vacinado contra a febre aftosa, a Adab comemora o alto índice vacinal, acima dos 90% exigidos pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).
 
“Dentre as medidas desenvolvidas para diminuir os efeitos da seca e manter o índice vacinal acima de 90%, a Adab promoveu uma intensa reestruturação estratégica de vacinação e monitoramento dos rebanhos localizados em municípios decretados em Estado de Emergência”, explica o coordenador do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa, Antônio Lemos Maia.
 
A diretoria da Adab anuncia que já está planejando ações para a segunda etapa de vacinação contra a febre aftosa, a ser realizada em novembro deste ano, buscando o aprimoramento das atividades de defesa.

Comentários

    Não há comentário

Comentar